Falta motorista no Conselho Tutelar.

Há algum tempo o Conselho Tutelar vem sofrendo com as dificuldades de operação dentro do município de Rio Grande da Serra.

Recentemente, desde dezembro, a entidade não pode contar com o motorista, que foi afas-tado devido a problemas particulares, e que era mantido pela Prefeitura de Rio Grande.

Aguardando por um novo motorista, as conselheiras não sabem mais o que fazer para resolver a situação, visto que a Prefeitura anunciou que não há motoristas sobrando e a contratação depende de um trâmite burocrático sem previsão.

Com isso, segundo uma das conselheiras, as diligências para atender denúncias e até fazer o transporte de crianças para exames diversos ficam comprometidos, pois estão dependentes de motorista que serve ao Paço Municipal, que “quebra o galho”, quando tem disponibilidade de tempo.

“É importante que todos compreendam as dificul-dades para se trabalhar como conselheira, e assim saibam os motivos de diversos atrasos, a falta de estrutura para se trabalhar.”, explica Keila, uma das conselheiras.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: