Corregedoria do Ministério Público garante novo Promotor para Rio Grande em Maio

Sem Promotor de Justiça fixo, desde a saída de Sandra Reimberg, a Promotora que colocou ¨fogo¨ na cidade, fazendo cumprir leis e investigando a fundo denúncias contra o Poder Público, o Foro Distrital de Rio Grande da Serra vem sofrendo com a diminuição de velocidade na resolução dos processos. É o que informa um dos funcionários.

De acordo com informações, Promotores de outras localidades estão cumprindo carga horária em Rio Grande da Serra, porém, além de não serem fixos, o fato de não estarem intimamente ligados aos processos em andamento, acaba atrasando a resolução ou despachos, devido a necessidade de reler na íntegra cada processo, o que atrasa bastante as decisões.

Ainda assim, o atendimento à população passou a ser em um único dia e tem Promotor que, segundo informações, está acumulando carga horária, para dar conta do trabalho todo.

Para muitos, a situação é ruim, porque o Promotor não cria o vínculo necessário com a cidade, para compreender os problemas como a força tarefa, de investigação das irregularidades da Prefeitura e crimes ambientais que, desde a saída de Sandra, além de aumentarem, estão escancarados, à vista de todos.

A Tribuna da Serra procurou a corregedoria do Ministério Público, que informou a vaga, que estava sob concurso público, será preenchida a partir de Maio, e a força-tarefa continua investigando os fatos, mas não há nada que possa ser divulgado agora para não atrapalhar as investigações.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: