Empresário entrega à jornalista o esquema de comissões no Corinthians

Em uma conversa com o Dimitris Tzalas, o jornalista investigativo Paulo Cezar, o Paulinho, recebe o esquema e provas documentais das comissões que alimentam a corrupção dentro do Parque São Jorge, onde todas as pessoas ligadas ao presidente recebem dinheiro das transações feitas com os jogadores e, onde não haveria gasto para o Clube, tratam de dar um “jeitinho” do dinheiro sair dos cofres do Corinthians e entrar nos bolsos deles.

Abaixo o leitor verá citação sobre a empresa Salamandra. Para quem não sabe, Salamandra é um sossiê montado pelo próprio jornalista Paulinho, no qual apresenta informações do esquema de suposta lavagem de dinheiro da Máfia Russa no Brasil, onde o destino final era o próprio Corinthians.

 
do Blog do Paulinho / http://www.blogdopaulinho.net

Recentemente nos encontramos, algumas vezes, com o empresário de jogadores Dimitris Tzalas, conhecido como “Grego”, que participou de várias negociações no Corinthians, entre elas a intermediação da venda dos direitos de Dentinho para o SONDA.

Suas revelações comprovaram, não apenas o que publicamos diariamente, mas também forneceram ainda mais indícios de como funcionam os esquemas de locupletação da direção corinthiana.

Documentos nos foram exibidos, como comprovantes de transferências bancárias, e até autorizações assinadas para que negócios fossem realizados.

Confira abaixo os principais trechos de nossas conversas.

“Te procurei porque você tem razão em tudo que publica, acerta demais, mas faltam alguns detalhes que preciso te esclarecer”.

“Dá uma olhada neste documento. É um e-mail, com o timbre do Corinthians, enviado para a minha empresa, a Super Sport Brazil, com a assinatura do Santoro (advogado do clube), indicando a conta da LUPPI participações, para que eu depositasse R$ 300 mil, AG. 0495, c/c 107063-0, esquema do Oliverio Junior e do Major Dirceu de Oliveira”.

“Fui forçado a pagar estes R$ 300 mil para o Oliverio, para depois ele repassar para o Andres. É assim que funciona o esquema deles. O Oliverio recebe as comissões e repassa para ele.“

“O Andres mandou dar dinheiro para o Oliverio. Tenho testemunhas. Estavam o Santoro e o Bussab (ex-secretário da presidência) na sala.”

“Fiquei puto porque fiz o negocio sozinho. O Oliverio nem sentou na mesa, Não participou nenhuma vez do negócio. Minha comissão era para ser R$ 600 mil. Obrigaram-me a dar R$ 300 mil para o esquema deles, e tive ainda que dar R$ 80 mil para o Wando (parceiro de Andres Sanches, acusado de pedofilia).”

“Disseram que se eu não desse, nunca mais faria negocio no Corinthians. É realmente uma quadrilha. Estão ganhando muito dinheiro. Não tem negócio feito no Corinthians que o Andres não leve comissão. Não é a toa que o chamam de “Taxinha”.”

“Olha aqui, o documento, assinado pelo Andres, que me dava exclusividade de negociar o Dentinho, o André Santos e o Renato com o SONDA. “

“Você mesmo publicou que o Andres tem um posto de gasolina. É através dele que muitas comissões são pagas pelo Major Dirceu. Você sabe que ele foi pego na CPI da adulteração de combustível, não ?”

“Da uma olhada nessa carta. Está em inglês. Entende ? Pode ver, ela diz que o Carlos leite tem direito a receber 700 mil Euros na pela transação do SONDA. Sabia que o acordo era para ele vir de graça, emprestado para o Corinthians ? Mas assim eles não ganhariam a comissão… Reverteram o negócio, que custou uma fábula para o Corinthians.”

“Não tenho aqui comigo, mas eu vi o documento, de gaveta, entre o Carlos Leite e o Souza. Dos R$ 175 mil mensais de salários, R$ 75 mil vão para o Carlos Leite. É claro, para o Andres também, e para o Mano.”

“Se tenho como provar ? Olha aqui. Este é o TED da conta do Carlos Leite para a LUPPI (R$ 700 mil datados de 11/01/2009). Tenho outro aqui, do Carlos Leite para o Oliverio Junior (R$ 350 mil), agora, este daqui você vai reconhecer… da LUPPI para o Wagner Martins Ramos… sabe quem é, né?”

“Ele mesmo, o primo do Andres Sanches, que está no contrato social da Salamandra e de outras empresas dele…”

“Rompi de vez com eles quando me fizeram dividir outra comissão com o Oliverio Junior. Vai pra puta que o pariu. Eu faço o trabalho todo e tenho que dividir com estes caras. Pulei fora de lá.”

“Olha este documento, timbrado, do Corinthians, me autorizando a negociar os patrocínios da manga, camisa e embaixo do braço, com comissão de 10% em caso de negócio fechado. Trouxe R$ 12 milhões para eles, de uma empresa, mas o Andres mandou o Oliverio de novo para pedir metade.” Se não dividir conosco não tem negócio”, disse o Oliverio. Não aceitei e fui lá ao Corinthians falar com ele.”

“Fui recebido pelo Santoro e pelo Bussab de novo. O Santoro foi avisar o Andres que eu estava lá. Ele nem se dignou a me receber. Mas mandou recado pelo Santoro: “Se você continuar a criar problemas não fará mais negócios conosco”. Foi o que aconteceu. Sai fora.”

Em tempo: Um associado do Corinthians e também o repórter de uma grande emissora de televisão são testemunhas de algumas das conversas, inclusive da demonstração de documentos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: