Superfaturamento em compras da Secretaria de Saúde

Enquanto a Saúde de Rio Grande da Serra vai de mal a pior, documento revela possível farra com dinheiro público

Após a denúncia feita pelo vereador Claudinho da Geladeira, PT, na Câmara Municipal, sobre os estranhos valores de objetos comprados para a Secretaria de Saúde de Rio Grande da Serra, através de recursos do Governo Estadual, o Jornal A Tribuna da Serra iniciou uma investigação para apurar os fatos.

A informação era que os valores de itens comprados para o Centro de Referencia da Mulher estariam superfaturados.

Nossa reportagem teve acesso ao relatório feito pela Prefeitura de Rio Grande da Serra e remetido ao gabinete do Deputado Estadual José Zico Prado que, através de emenda parlamentar, indicou o município para receber a verba de R$ 60 mil reais à ser aplicada em compras de equipamentos para a Secretaria de Saúde de Rio Grande da Serra.

Acima, reprodução do documento da Sec. de Saúde, contendo o relatório das compras efetuadas. A potência de 9000 BTU, para o ar condicionado, corresponde à uma cobertura para ambiente entre 13 e 15 m2

No relatório, que consta 49 ítens comprados, dois dos deles foram adquiridos para o Centro de Referência da Mulher: um ar condicionado para a sala de exames de imagens e um desumidificador de ar.

Para o ar condicionado, o relatório aponta que a Prefeitura pagou o equivalente a R$ 4 mil reais, apesar do preço unitário apresentar uma diferença de cem reais. Já para o desumidificador de ar, foram pagos R$ 3.500,00.

Seguindo as características técnicas dos produtos, apontados no relatório, fomos surpreendidos com uma diferença impressionante de preço, após buscar os mesmos produtos em portais de lojas conceituadas.

A diferença paga, para mais, seria de 400% no ar condicionado e 133% no desumidificador. Ou seja, onde deveria ter sido gasto, com a compra dos dois ítens, R$ 2.300,00, gastou-se R$ 7.500,00 reais do dinheiro público, o que poderia se caracterizar como superfaturamento.

Com isso, há suspeitas sobre os 47 ítens restantes deste processo de compras, deixando também sob suspeitas todas as compras realizadas pela Secretaria de Saúde de Rio Grande da Serra durante os últimos anos.

Entramos em contato com a Prefeitura de Rio Grande da Serra, solicitando explicações do Secretário de Saúde e do Prefeito, porém, por e-mail a Secretaria de Comunicação e solicitou maiores detalhes para embasamento de uma resposta, enviamos, porém até o momento do fechamento desta edição, não recebemos a resposta.

Segundo Claudinho da Geladeira a Prefeitura deve responder sobre o caso, esclarecendo a situação e o Ministério Público precisa tomar conhecimento, afim de apurar e decidir se deve investigar ou não a situação suspeita.

Para o Deputado Estadual José Zico Prado, PT, é preocupante o que se mostra: “Cabe à Prefeitura fazer o melhor uso do dinheiro para o município. E no caso de Rio Grande da Serra, que é uma cidade com poucos recursos financeiros, é lastimável que possam ter feito isso com o dinheiro encaminhado. No meu ver, o nosso vereador, Claudinho, fez o trabalho correto, o de denunciar essa irregularidade.”, e continua, “A partir de agora, colocarei meus assessores para fiscalizarem a aplicação do dinheiro público enviado à Rio Grande da Serra.”, completa o Deputado Estadual Zico.

EM TEMPO: A OAB ENCAMINHOU PARA O MINISTÉRIO PÚBLICO A REPORTAGEM ACIMA E PEDIU PROVIDÊNCIAS. O JORNAL A TRIBUNA DA SERRA ESTARÁ ACOMPANHANDO E AGUARDA MANIFESTAÇÃO DO MP.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: