Pista de Skate e Praça da Bíblia são locais de consumo de drogas, denuncia moradores.

¨Durante o dia ou a noite, o consumo acontece na frente de todos¨, dizem.

Há muito tempo comenta-se que Rio Grande da Serra se transformou num celeiro de usuários de drogas. O termo celeiro se refere ao fato de que muitos jovens, abaixo dos 16 anos, estão sendo iniciados no consumo de drogas nesta cidade. É de conhecimento público. É notório.

Moradores de residências no entorno da principal praça da cidade, a Praça da Bíblia, fartos de presenciarem, tanto durante o dia, quanto durante a noite, cenas de jovens consumindo drogas, chamaram a Tribuna da Serra para reclamarem publicamente providências das autoridades exigindo solução para o caso.

Vamos atribuir um nome fictício aos denunciantes, afim de preservar o direito de anonimato.

USO DE DROGAS NA PRAÇA E NA PISTA DE SKATE

A base da escada e entrada dos banheiros são os locais preferidos dos jovens para o uso de drogas: “Eu já vi, debaixo da escada, na porta do banheiro, no palco redondo, na pista de skate, na parte de trás e sentado no topo da pista também. Eu já presenciei.”, e continua, “Eles estão tão à vontade, que nem se importam com a presença de crianças. É tão rotineiro para eles que já é normal.”, conta Soraia.

Segundo Soraia, a falta de iluminação total da praça à noite, ajuda a piorar a situação.

NEM A POLÍCIA INTIMIDA O TRÁFICO

Quando passa alguma viatura de polícia, Soraia conta que não representa incômodo à eles: “Quando a viatura passa, eles nem se incomodam. Colocam a droga do lado, escondida, ficam batendo papo e a polícia passa direto. E isso eu posso falar porque eu já vi acontecer. Ninguém me contou, pois eu mesma vi.”, e continua, “Já cheguei a ver por duas vezes, quando eu descia a rampa da praça, os caras junto ao banheiro da praça mexendo com as drogas, sentindo cheiro de maconha, e ao mesmo tempo a viatura descendo devagar. Ali eu pensei: Vai parar… mas que nada, os policiais passam direto e vão embora. Eu acho que fazem “vista grossa”.”
Outro morador, Samuel (nome fictício), completa: “Todo mundo sabe, todo mundo vê. Não é possível que a polícia passe em frente e não veja.”

A PRAÇA E A PISTA DE SKATE NÃO SERVE À POPULAÇÃO COMO DEVERIA

Um praça, quando construída, tem o objetivo, além de trazer beleza, ser um ponto de convívio social, de maneira a proporcionar momentos de lazer e integração entre pessoas de uma mesma região. O ser humano, para ser feliz, precisa socializar-se, trocar experiências, participar e interagir.

“Esta praça é o nosso ponto de eventos. Todo ano tem várias festas. Então não podem deixar isso ficar desse jeito. Certa noite, onze horas, fui atravessar a praça com minha filha, e tinha meia dúzia de caras lá, consumindo drogas. Me deu medo. Minha filha não quis continuar e voltou para trás.”, explica Soraia

ÁREA VIP DE CONSUMO DE DROGAS

Próximo à praça, as pessoas apontam o escadão da Viela como uma espécie de “área reservada”, para quem quer usar drogas com maior privacidade.

Uma Secretaria de Segurança Pública do município, segundo os moradores, seria um bom começo para melhorar a fiscalização, o combate às drogas e aumentaria o número de guardas nas ruas, que hoje apenas conta com o efetivo da Polícia Militar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: