Pelo PSDB, Kiko, tenta trair o PTB e recebe aviso do deputado Campos Machado: ¨Flecha lançada não volta mais!¨

PMDB se recusa unir com PSDB e avisa: Valmir Copina será o candidato do povo.

Muito se comentou em Rio Grande da Serra sobre a possível traição do PSDB de Kiko ao PTB, que indicaria o vice da chapa do pré candidato Gabriel Maranhão.

O passo a passo da tentativa de traição se deu em um almoço “secreto”, no qual o pré-candidato do PSDB, Gabriel Maranhão e o prefeito Kiko convidaram o pré-candidato do PMDB, Valmir Copina no último dia 6/12, terça feira.

Na pauta tucana estaria a oferta da vaga para vice prefeito ao Copina, na chapa do pré-candidato Gabriel Maranhão, além de Secretarias para o grupo do PMDB e, segundo fontes, a famosa “Mala Recheada”, tudo ainda para este ano, caso Valmir Copina concordasse com a “Recheada” oferta.

E pelo visto, a oferta não seduziu Valmir Copina, que se mantém firme pré-candidato a prefeito. apoiado pelo grupo do PMDB.

O encontro, nem tão secreto assim, causou constrangimento no próprio grupo tucano: “Se tentaram trair o PTB, o tiro saiu no próprio pé, pois a traição também foi com a gente, do mesmo grupo.”, disse um do ninho.

Com isso, trouxe na lembrança de muitos, outras quebras de acordos promovidas pelo PSDB, inclusive a mais recente, quando também foi considerado traição ao PMDB, quando Kiko desfez o acordo que fazia das duas siglas a chapa para prefeito e vice, motivando o PMDB â lançar chapa própria.

MAS, E O PTB?

Temendo uma possível aliança entre PMDB e PTB, e que poderia resultar em derrota certa para o grupo tucano, depois de se desgastar com o PMDB, Kiko negociou o apoio do PTB, onde sacramentaram a coligação juntamente com o presidente estadual do PTB, o deputado estadual Campos Machado, onde trataram de transferir rapidamente o Secretário Gilvan Mendonça e a vereadora Marilza do PSDB para o PTB, afim de definirem daí o candidato à vice da chapa.

Entramos em contato com o deputado Campos Machado, presidente estadual e secretário-geral da Executiva Nacional do PTB, através de sua assessoria, que demonstrou estar surpreso com a notícia, e rapidamente procurou o deputado.

PARA BOM ENTENDEDOR, SE TRAIR…

Em nota oficial, o deputado Campos Machado enviou sua opinião sobre o assunto e para bom entendedor, mandou o recado: “No acordo que fiz com o meu amigo e prefeito Kiko, eu não tenho nenhuma razão para desconfiar que haja um rompimento, tanto por mim, quanto por ele. O que imperou na conversa que tive com o meu amigo e prefeito Kiko foi a palavra dada em relação ás eleições de 2012 e, tanto para ele, como para mim, tenho absoluta certeza que palavra dada é como flecha lançada, não volta mais”, finaliza.

Ao que parece, o PSDB terá que encerrar os “namoros fora do casamento”, ou poderá se complicar ainda mais com o PTB.

One Response to Pelo PSDB, Kiko, tenta trair o PTB e recebe aviso do deputado Campos Machado: ¨Flecha lançada não volta mais!¨

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: