Foco de incêndio expõe necessidade de Rio Grande ter Bombeiros na cidade

Um incêndio ocorrido dentro da área da Escola Estadual Edmundo da Nóbrega Teixeira, no bairro Santa Tereza, em Rio Grande da Serra, no último dia 22, descortinou o risco que a cidade corre por não possuir um destacamento do Corpo de Bombeiros.

Com a suspeita do incêndio ter sido causado por terceiros, em área ampla, ao lado da quadra da escola, local “forrado” de sapê, vegetação de fácil combustão, em pouco tempo a fumaça cobriu um trecho da principal avenida do bairro, a Jean Lieutaud.

Porém o risco maior foi quando o incêndio se aproximou das casas construídas na Vila Lavínia, graças à ação do vento.

A partir daí, ficou claro que Rio Grande da Serra não pode depender, nem contar com o auxílio do Corpo de Bombeiros de sua cidade vizinha.

Nossa equipe de reportagem, registrando o fato, porém preocupada com a integridade e o risco das chamas alcançarem as residências que se encontravam próximas, tratou de ligar para a emergência, onde fomos informados que o chamado já havia sido feito por outros moradores mas, não teriam previsão para atender devido às viaturas estarem ocupadas.

A partir daí, foram mais duas ligações, onde narramos ao bombeiro, pelo telefone, a aproximação das chamas em direção às casas, mas ainda fomos recomendados à aguardar.

Alguns moradores preocupados e, com a chegada da Polícia Militar, trataram por si, enfrentarem o fogaréu antes que a situação fosse tardia para evitar danos maiores.

Precariamente, com panos e tapetes, morador e policial se desdobraram à conter as chamas e, com sorte, pela mudança eventual da direção do vento, conseguiram conter o fogo.

Tudo se passou por quase uma hora, e mesmo depois de nossa equipe e a polícia militar deixarem o local, não se registrou a chegada de bombeiros.

Rio Grande da Serra é uma cidade com quase 50 mil habitantes e há tempo vem necessitando a implantação de uma Companhia de Polícia Militar, hoje apenas dispõe de um Destacamento. A vizinha Paranapiacaba, com cerca de 3 mil moradores, possui sua base do Corpo de Bombeiros.

Segundo informações, algumas ocorrências em Rio Grande, onde foi chamado o Corpo de Bombeiros, necessitou-se do atendimento de São Bernardo do Campo, o que deixa claro que, eventualmente, se houver necessidade de uma intervenção rápida, como a do dia 22 passado, o tempo de atendimento falho poderá comprometer e colocar em risco o patrimônio e as pessoas envolvidas. Diferentemente se houver uma pequena base na cidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: