Também esquecida, a Vila Arnoud, em Rio Grande tem mato alto, lixo, ratos e falta espaço para lazer

Após algumas reportagens, mostrando a precariedade que enfrentam os bairros Vila Conde, Vila Lopes e Parque do Governador, onde um dos pontos apontados, em comum, é o fato de serem bairros longe do centro de Rio Grande da Serra, por essa razão esquecidos pela prefeitura, agora moradores mostram um bairro muito próximo do centro, a Vila Arnoud, que enfrenta o mesmo descaso.

De acordo com a moradora próximo ao Ginásio Municipal, a manutenção na cidade só acontece na via principal: “Podem reparar, só há manutenção nas ruas onde o prefeito anda com seu carro. Qualquer um pode ver que limpeza, lixeiras, funcionários varrendo, cortando mato, pintando guias acontece na avenida principal da Santa Tereza, onde passa o carro do prefeito, na Dom Pedro e na Maria Figueiredo, rotas por onde o prefeito passa com o carro. Isso é uma “P…” sacanagem. Olha só o estado disso aqui, é mato por todo lado, calçadas horríveis para andar a pé. Só dá para andar pelo meio da rua.”, reclama a moradora.

Nossa equipe andou pelo bairro, e vimos ruas, mesmo pavimentadas porém com muitos buracos e desníveis. Em um dos cruzamentos é possível ver o risco que o motorista tem de danificar gravemente seu veículo. Quanto à acessibilidade, as calçadas, praticamente não existem, no ponto de vista de função de calçadas, pois os buracos e desníveis são enormes, o que obrigou a equipe andar pelo meio da rua.

Um portador de deficiência certamente não conseguiria se locomover com sua cadeira de rodas pelas calçadas da vila Arnoud e teria grandes dificuldades para se movimentar pela rua, além do risco de morte por atropelamento.

Os pontos de lazer são precários. Na praça Maria Lima Santos, a visão é “caótica”, pois da praça, bancos, brinquedos para a criançada e mesas só restaram um terreno com mato, lixo, entulho e resto de brinquedos. A Pedra Inaugural da praça ficou, porém a placa de denomina e mostra os responsáveis pela obra sumiu.

Constantemente fechada, de acordo com as informações, a quadra municipal, não é opção certa para os moradores, restando apenas o recente Parque do Cambuci, que deveria cumprir sua função de lazer à população mas, abandonado, deixou de ser alternativa há tempos.

PARQUE DO CAMBUCI

Quem passa pela avenida Pref. Cido Franco, e vê o parque do Cambuci tem a impressão de um parque bem cuidado. Foi essa a impressão que tivemos, mas basta entrar e caminhar pelo local para vermos que o cuidado e manutenção só ocorre onde os olhos podem enxergar da rua. Um pouco adentro a realidade é bem diferente.

Observamos os mesmos problemas que, em reportagens anteriores havíamos mostrado: Mato alto, equipamentos quebrados, lixo, esgoto à céu aberto, falta de drenagem e a inexistente pista de cooper, que aparece no começo do parque, mas some em meio à atoleiros, esgoto, mato que “engolem” o local.

Sem condição saudável, há também a falta de segurança pois, de acordo com vizinhos do parque, a falta de vigias facilitam a invasão do local por usuários de drogas: “Usam drogas e fazem sexo. Se reclamarmos ainda somos ameaçados.”, conta um dos vizinhos e ainda completa: “A prefeitura gosta de “queimar” dinheiro fazendo parques numa cidade que natureza pura. Fazem parques e não cuidam, vira esse lixo que vocês estão vendo. Por que não gastam o dinheiro com a Saúde? Falta médicos, remédios, tá uma porcaria.”

DILEMA DA LIXEIRA

Ainda na Vila Arnoud, uma lixeira comunitária provocou uma discussão entre os moradores da travessa 1 de maio.

O caso é que os moradores querem que a prefeitura notifique as residências da rua Cambaúva para que coloquem, na frente de suas casas, lixeiras individuais pois, segundo afirmam, a lixeira que deveria receber lixo apenas de algumas casas da travessa, acaba recebendo lixo da rua Cambaúva.

“Fica difícil assim. O lixeiro passa correndo e não recolhe o lixo todo porque a grande maioria, colocado nesta lixeira, tem o saco rasgado e derrama. Nossa lixeira foi instalada para nós, da travessa, pois pelo tamanho comporta a quantidade de lixo correta. Mas o pessoal vem lá da rua detrás trazer lixo pra cá. Além disso, já virou um problema de Saúde pública pois o lixo tem vazado na escada da travessa, caindo todo tipo de sujeira. Quando chove, a água empurra tudo para as portas das casas. Em dia de calor, enche de moscas, vem ratos e cria larvas.”, explica uma das inquilinas.

Em comum acordo, os moradores desejam retirar de vez a lixeira, mas para isso precisam que os outros moradores da rua Cambaúva tenham sua própria lixeira, pois temem que continuem deixando o lixo, mesmo sem a lixeira, na escada da travessa.

Outro problema apontado pelo sr. José, dono de algumas casas, é o terreno vizinho, que faz fundos à travessa. segundo José, a falta de muros, faz o local virar deposito de lixo e ainda criadouro de ratos, além do mato alto e eventualmente local para uso de drogas. Para o Sr. José, deveria haver uma fiscalização que obrigasse os proprietários de terrenos à construírem seus muros: “Se não for possível localizar ou se não cumprirem, a prefeitura poderia fazer os muros e mandar a conta para o dono.”, sugere José.

Entramos em contato com o vereador Valdir Marques para saber sobre a dúvida, se existe alguma Lei que determine que o morador tenha que instalar lixeiras individuais, por residência: “Não há uma Lei para isso, mas em relação à essa questão, cada um é responsável pelo próprio lixo. Portanto, o bom senso manda que cada um coloque o lixo à ser recolhido na porta de sua casa. Para ter lixeira coletiva é necessário autorização documentada pela prefeitura. Levar lixo de casa para a porta ou para rua de outros moradores não é correto.”, explica o vereador.

One Response to Também esquecida, a Vila Arnoud, em Rio Grande tem mato alto, lixo, ratos e falta espaço para lazer

  1. […] 5) VILA ARNOUD http://atribunadaserra.wordpress.com/2012/03/27/tambem-esquecida-a-vila-arnoud-em-rio-grande-tem-mat… […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: