Representação contra Gabriel Maranhão, no Ministério Público, é arquivada.

O MP entendeu que não houve intenção de Maranhão em esconder a empresa da Justiça Eleitoral

Foi arquivado pelo Ministério Público, em Ribeirão Pires, a representação feita por Elias de Freitas, presidente do Partido Progressista de Rio Grande da Serra – PP, contra o candidato à prefeito Gabriel Maranhão, PSDB.

A representação era baseada na reportagem do Diário do Grande ABC, que depois de confirmar no Jornal A Tribuna da Serra a existência de uma empresa, até então desconhecida, no ramo de construção civil, do candidato tucano, apontou em reportagem que a mesma havia sido omitida na declaração de bens eleitoral. VER: http://wp.me/p1iO2Q-xn

Com isso em mãos, o presidente do PP, Elias de freitas, entrou com representação junto ao MP, para que fosse investigado as atividades desta empresa, e ainda analisado irregularidade por infringir artigo 350 do Código Eleitoral.

Porém, em decisão da Justiça Eleitoral, ficou entendido, pelo Ministério Público que não houve intenção em omitir a existência do bem (a empresa), bem como houve a devida correção dos dados, junto à Justiça Eleitoral.

O MP informou também que o candidato afirmou que a empresa não está em atividade, portanto encontra-se inoperante.

Segundo informação de funcionário da Justiça Eleitoral, caso venha se comprovar atividade da empresa do candidato tucano, junto ao município, então sim, poderá haver processo impugnatório.

O despacho do MP termina, solicitando o arquivamento do caso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: