Forte chuva causa transtornos na região.

A chuva torrencial que caiu na região causou vários transtornos.

Em Paranapiacaba as ruas viraram córregos e a água invadiu o Posto de Saúde. Ainda na estrada que dá acesso à vila, houve transbordamento que levou junto o carro e equipamento de nosso fotógrafo jornalistico para dentro do pequeno rio. O fotógrafo da Tribuna da Serra, Horácio (Taguá) escapou sem ferimentos, porém teve que aguardar a ajuda o pessoal do Jeep Clube de Ribeirão Pires para resgatar o veículo.

Em Rio Grande da Serra, registrou-se desmoronamento à beira da SP-122, além de desbarrancamento na Vila Guiomar, felizmente sem vítimas, de acordo com informação do Corpo de Bombeiros, que se deslocavam para outro atendimento, em Ribeirão Pires.

O centro ficou tomado pela água e com isso a própria natureza denunciou a falta de limpeza nos bueiros, fazendo com que corredeiras de terra vermelha transformasse parte da avenida Dom Pedro e da rua José Maria de Figueiredo em “meio” asfalto e “meio” lamaçal.

CLIQUE PARA AMPLIAR:

7

A inauguração da ponte, sobre o rio Grande atrasou por cerca de duas horas, devido a “pesada” água que caía na cidade. Após a inauguração, como um passe de mágica, a chuva cessou por algum tempo, permitindo que o governador conhecesse melhor a obra.

Em Ribeirão Pires, parte da Rod. Índio Tibiriçá foi interditado, no trecho entre o bairro Casas Próprias e Ponte Seca, devido à queda de barreira, segundo informações. Ainda na passagem de nível, da ponte sob os trilhos de trem, alagou, impedindo a passagem e deixando um veículo, que se aventurou à passar, boiando na água.

OBRA DA SP-122 

Um desabamento na rodovia SP-122 – que interliga Ribeirão Pires à Paranapiacaba, no trecho em Rio Grande da Serra, havia desabado há quase dois anos.

Foram três reportagens, da Tribuna da Serra, pressionando um posicionamento do DER – Departamento de Estradas de Rodagem, cobrando obras de reparo a cerca de 100 metros do acesso à av. Pref. Cido Franco.

Além das reportagens, mais dois contatos foram feitos, devidamente registrados e respondidos pelo órgão Estadual, prometendo a obra antes do final de ano. Finalmente a obra iniciou e está em curso antes das temidas chuvas de Março. Porém, com as surpresas do clima, pode-se esperar surpresas com as chuvas fortes já neste final de ano e janeiro.

A obra demorou para ser feita e espera-se que dê tempo de concluí-la, antes de novo desbarrancamento da rodovia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: